Unidade de Cuidados na Comunidade D’Alagoa iniciou atividade em Lagoa

A Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) D’Alagoa iniciou a sua atividade na quinta-feira passada, dia 22 de setembro de […]

A Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) D’Alagoa iniciou a sua atividade na quinta-feira passada, dia 22 de setembro de 2011, no Centro de Saúde de Lagoa, sendo a 11ª valência com estes serviços a entrar em funcionamento no Algarve.

Sendo uma unidade funcional do ACES Barlavento, com sede nas instalações do Centro de Saúde de Lagoa, tem como objetivo prestar cuidados de saúde de proximidade, apoio psicológico e social, de âmbito personalizado, quer ao nível domiciliário quer comunitário em todo o concelho de Lagoa.

Formada por uma equipa multidisciplinar de 17 profissionais (médicos, enfermeiros, psicólogo, fisioterapeuta, técnico de serviço social, higienista oral e assistentes operacionais), a UCC D’Alagoa tem como missão «garantir uma eficiente resposta às necessidades de saúde da população, numa perspetiva de continuidade de cuidados, de complementaridade de funções e de rede», abrangendo cerca de 25 mil utentes das freguesias de Carvoeiro, Estômbar, Ferragudo, Parchal, Porches e Lagoa.

Na abertura desta unidade, Eusébio Pacheco, do Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, realçou que «a única solução perante estes tempos difíceis é trabalhar em equipa», sendo esta uma forma de «dignificar» o trabalho dos profissionais de saúde. Por seu lado, Rosa Gonçalves, diretora executiva do Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Barlavento, deixou palavras de incentivo à equipa pela «capacidade de liderança e de realização» que tem vindo a mostrar na criação desta nova unidade funcional.

Segundo a coordenadora da UCC D’Alagoa, a enfermeira Anabela Monteiro Simões, o objetivo da equipa é «trabalhar com a comunidade para a comunidade, com o indivíduo para o indivíduo», sendo a expetativa «grande», visto que o trabalho nestes moldes permite desenvolver «uma maior proximidade com o cidadão» e «uma maior acessibilidade e envolvimento da comunidade».

Os profissionais de saúde da equipa da UCC D’Alagoa identificarão os «fatores determinantes da saúde» da comunidade abrangida, através de um «levantamento dos problemas e das necessidades de saúde específicos da população», no sentido de delinear as abordagens de intervenção apropriadas.

A coordenadora da UCC D’Alagoa descreveu como «muito importante» o trabalho que será efetuado de forma «mais eficaz nas vertentes da promoção e proteção da saúde, bem como na prevenção da doença», sendo o trabalho com outras entidades da comunidade, em termos de articulação e de parcerias, «vital» porque «a promoção e proteção da saúde não é uma responsabilidade apenas da saúde».

Sendo a décima primeira UCC a reorganizar-se para prestar cuidados de saúde mais perto da comunidade, a equipa de Lagoa procurou ainda o apoio dos colegas da UCC Infante, a primeira a abrir no Barlavento, tentando aprender com as suas experiências.

 «Deram-nos a oportunidade de estar com eles no terreno, de conversarmos, de trocarmos impressões», explicou Anabela Simões. «O facto de terem iniciado funções há já algum tempo, deu-lhes já oportunidade de aferir pontos fortes e pontos menos fortes, o que para nós são aspetos que temos que agarrar como elementos de aprendizagem», diz, sublinhando desta forma a importância da comunicação entre os próprios profissionais de saúde no terreno.

Atuando no âmbito comunitário, sempre em estreita articulação com as restantes equipas funcionais, esta nova unidade irá prestar, segundo a nota de imprensa da ARS, «cuidados de saúde nas áreas de Cuidados Continuados Integrados, Saúde Escolar, Preparação para a Parentalidade, Intervenção em Aleitamento Materno com o Cantinho da Amamentação e a implementação da visitação domiciliária às primíparas, Intervenção Precoce na Infância, sendo que a Unidade Móvel de Saúde vai englobar duas vertentes, a Educação para a Saúde e Apoio Domiciliário em Saúde».

Realçando que todas as áreas são «muito importantes e justificadas para esta comunidade», a coordenadora da UCC D’Alagoa destaca o projeto da Preparação para a Parentalidade que «visa a promoção da parentalidade responsável», «o aumento das competências parentais, prevenindo maus-tratos, abusos e negligência», outro projeto «direcionado para os cuidadores informais» cujo objetivo é «o apoio ao cuidador informal e sua família na aquisição de competências para cuidar o seu familiar no domicilio» e a visitação domiciliária às primíparas, dando apoio a recentes mães/casais.

O horário de funcionamento da UCC D’Alagoa, junto a comunidade e na sede do Centro de Saúde, será das 8 às 20 horas de segunda a sexta-feira, sendo o atendimento aos sábados das 9 às 13 horas, realizado em exclusivo no âmbito das Equipas de Cuidados Continuados Integrados.

Atualmente no Algarve encontram-se em funcionamento, além da inaugurada em Lagoa, mais 10 Unidades: Faro, Infante (Lagos), Santo António de Arenilha (Vila Real de Santo António), Olhar + (Olhão), Alportellus (São Brás de Alportel), Talabriga (Tavira), Dunas (Portimão), Rio Arade (Silves), Gentes de Loulé e Al-Buhera (Albufeira).

Comentários

pub
pub