Promoção da mobilidade sustentável juntou centenas de pessoas em Faro

Triciclos para adultos, bicicletas de dois lugares, charretes e até canoas foram alguns dos meios de transporte que invadiram a […]

Triciclos para adultos, bicicletas de dois lugares, charretes e até canoas foram alguns dos meios de transporte que invadiram a baixa de Faro no passado sábado e serviram de exemplo, numa ação de sensibilização para o uso de veículos mais amigos do ambiente e económicos. A iniciativa «Algarve Central em Movimento» foi realizada no âmbito da ação à escala mundial «Moving Planet» e mobilizou cerca de 200 pessoas.

Os participantes percorreram as ruas de Faro «num desfile de alternativas de mobilidade suave», que também quis «chamar a atenção para a necessidade de melhorar as condições de circulação e de segurança para carrinhos de bebé, cadeiras de rodas e pessoas com dificuldades de locomoção», segundo a organização da iniciativa.

A ação contou com a participação de associações, autarquias, empresas e cidadãos de Faro, Loulé, São Brás de Alportel e Olhão. O evento foi organizado pelas associações Glocal>Faro, Almargem, APOS, Al-Portel e Civis.

A melhoria do sistema de transportes públicos esteve também na ordem do dia. Aliás, alguns dos participantes trouxeram testemunhos bem frescos da experiência nem sempre agradável de se deslocar entre os concelhos da rede de cidades Algarve Central em transportes coletivos.

Trouxeram também várias sugestões para melhorar a mobilidade entre os concelhos algarvios, as quais integram um manifesto entregue ao presidente da Câmara e Faro Macário Correia, que representou a AMAL- Grande Área Metropolitana do Algarve.

A adesão a esta iniciativa, consideraram os organizadores do evento, mostrou que há vontade da parte dos cidadãos e entidades em encontrar soluções de mobilidade mais sustentáveis. Algumas, defenderam, podem ser implantadas desde já, desde que haja «empenho e diálogo».

Os promotores da iniciativa prometeram para breve mais iniciativas, nomeadamente a criação de uma plataforma «Algarve Central em Movimento» e a realização de uma mesa-redonda «para traçar compromissos específicos».

Comentários

pub
pub