Loulé inaugura duas novas escolas no arranque do ano letivo

A abertura do ano letivo 2011/2012 em Loulé ficará marcada pela inauguração de dois novos estabelecimentos de ensino no concelho […]

A abertura do ano letivo 2011/2012 em Loulé ficará marcada pela inauguração de dois novos estabelecimentos de ensino no concelho (Loulé e Almancil), nos dias 15 e 16 de setembro. O secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar João Casanova desloca-se a Almancil, no dia 16, para inaugurar a nova EB1/JI, que terá capacidade para 525 alunos e custou 4 milhões de euros.

No entanto, a cerimónia de abertura do novo ano letivo inicia-se com a estreia da EB1/JI de Vale de Rãs, na sede do concelho, no dia 15, às 9 horas. Segundo nota de imprensa da Câmara de Loulé, a nova escola, “localizada numa zona em crescente expansão residencial e paredes-meias com a EB 2,3 Padre João Cabanita, está integrada num lote de mais de 11600 metros quadrados, numa área de implantação de 2900 metros quadrados, com dois pisos”.

O espaço divide-se em duas áreas distintas – uma destinada ao jardim de infância (pré-escolar), com quatro salas para crianças dos três aos cinco anos, e outra para o ensino básico, do primeiro ao quarto ano, com catorze salas. No total, a escola terá capacidade para 450 alunos.

Esta escola terá ainda um pavilhão onde será possível a prática de mini-basket de competição, um espaço polivalente destinado a sala de convívio, uma biblioteca/informática, uma sala de ensino especial, espaços verdes de recreio e lazer. O investimento na construção da EB1/JI de Vale de Rãs ascendeu aos 3,8 milhões de euros.

Já na sexta-feira, dia 16, às 11 horas, as atenções centram-se na inauguração da EB1/JI de Almancil, que contará com a participação do secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar João Casanova.

Integrada numa zona onde se encontram outros equipamentos sociais e desportivos, esta obra teve duas vertentes: a ampliação do pré-escolar, com o aumento da capacidade do edifício em quatro salas de aulas e áreas de apoio, passando para um total de oito salas; a criação de uma escola do primeiro ciclo, com capacidade para doze salas de aulas e uma sala de ensino especial.

Nesta nova escola, que terá capacidade para albergar 525 alunos, existe ainda uma sala polivalente, refeitório apoiado por bufete e cozinha, ginásio, polidesportivo, recreio coberto, biblioteca, sala de apoio para tratamento de livros, sala de informática, sala de professores, entre outros espaços.

O edifício, cuja construção rondou um investimento de 4 milhões de euros, está ainda dotado de painéis solares para aproveitamento energético.

Comentários

pub
pub