Inauguração de exposição com acervo do Município foi um dos pontos altos dos «Recortes de Olhão»

A inauguração da exposição documental “A Evolução Administrativa da Câmara”, que aconteceu no dia 7 de setembro, no hall dos […]

A inauguração da exposição documental “A Evolução Administrativa da Câmara”, que aconteceu no dia 7 de setembro, no hall dos Paços do Concelho de Olhão, foi um dos momentos altos da I Semana Cultural olhanense intitulada “Recortes de Olhão”, que decorreu até domingo. 

Com esta mostra, que nunca havia sido feita na autarquia, a Divisão de Cultura deu a conhecer algum do espólio do Município, percebendo-se assim a evolução do funcionamento autárquico desde 1826.

Entre muitas outras curiosidades encontra-se, por exemplo, a ata da primeira reunião de câmara, datada precisamente desse ano, ou uma das mais antigas máquinas de escrever utilizadas nos serviços. 

A 11 de Agosto de 1826 foi nomeada a primeira Câmara Municipal da Vila de Olhão da Restauração e a 28 de Agosto do mesmo ano, como ilustra a primeira Ata da Câmara realizou-se a primeira reunião com o objetivo primário da tomada de posse de todo o executivo.

A reunião teve lugar na residência do Presidente, que à data servia de Casa de Câmara – assim referencia a ata – o então nomeado Juiz de Fora, Dr. António Malafaia Freire Teles. 

Documentos das secções de Contabilidade, Taxas e Licenças, Tesouraria e Expediente, que organizava e elaborava o Copiador Geral de Correspondência, como ainda hoje acontece, constituem-se como fontes inesgotáveis de informação para quem se dedica à investigação e podem ser encontrados nesta mostra, patente num lugar improvável.

A meio da semana cultural, o vice-presidente da Câmara António Pina fez “um balanço positivo devido à grande adesão de público, o que mostra que as pessoas têm interesse em conhecer mais da nossa história”.

A chefe de divisão de Cultura Helena Barreto disse, por seu lado, que as atividades “têm contado com a presença de muita gente, o que é um motivo de orgulho para nós”.

A terminar a visita guiada à exposição, feita pela técnica Helena Vinagre, o vereador António Pina anunciou ainda que estas atividades foram organizadas “com muito pouco dinheiro, o que prova que com imaginação podemos continuar a oferecer qualidade aos olhanenses”.

Comentários

pub
pub