Primeira Semana Cultural «Recortes de Olhão» dinamiza concelho

A primeira Semana Cultural, intitulada “Recortes de Olhão”, vai decorrer entre 5 e 11 de setembro nesta cidade, incluindo uma Noite […]

A primeira Semana Cultural, intitulada “Recortes de Olhão”, vai decorrer entre 5 e 11 de setembro nesta cidade, incluindo uma Noite Romana, um passeio pela zona histórica e pelo património cultural de Moncarapacho ou um café-concerto no Auditório Municipal .

Logo no dia 5, às 18h00, a Biblioteca Municipal de Olhão acolhe a conferência “A Ria Formosa”, pelo professor Sadat Muzavor, na qual se pretende abordar a origem, a evolução e os ecossistemas da Ria Formosa.

Sadat Muzavor foi professor e investigador na Universidade do Algarve, na Faculdade de Ciências do Mar e Ambiente, tendo publicado em 2010 o 6º e último volume do Roteiro Ecológico da Ria Formosa, intitulado Flora.

No dia seguinte, 6 de setembro, às 19h00, realiza-se uma visita guiada pelo Centro Histórico de Olhão. O passeio percorre ruas, ruelas, travessas, becos e largos com grande valor histórico e social, assim como os monumentos que integram o Centro Histórico.

Com um número máximo previsto de 20 participantes, o ponto de encontro será no Museu da Cidade de Olhão (Edifício do Compromisso Marítimo). A inscrição (289 700 103 ou museu@cm-olhao.pt) é gratuita.

A exposição documental “A Evolução Administrativa da Câmara” é inaugurada no dia 7 de setembro, às 18h00, no hall de entrada da Câmara Municipal de Olhão, estando depois aberta ao público no horário normal de funcionamento.
Esta exposição pretende mostrar um pouco do progresso administrativo da Câmara desde a sua fundação, em 1826, até à atualidade, abordando, através de documentos e peças, um percurso que contribuiu a par e passo – dos manuscritos aos impressos e mais tarde à era digital – para a evolução e modernização administrativa. Exibe pequenos apontamentos que ajudam a perceber a história da Autarquia.

“Ria com Histórias” é o nome da iniciativa destinada aos mais novos, no mesmo dia, que decorrerá entre as 11h00 e as
16h00 no Jardim Municipal. Ouvir as Lendas da Ria Formosa, descobrindo os seus encantos e segredos são o mote. Reis, príncipes e princesas não vão faltar nas histórias que há para contar e ouvir!

Um Café-Concerto no Auditório Municipal, às 22h00 de 8 de setembro, será mais um dos pontos altos desta iniciativa. Trata-se de uma noite de “stand up comedy” com Jorge Serafim, contador de histórias de humor, seguindo-se Zé Eduardo com música e canções para embalar o final do dia.

A Noite Romana «Salve Chrisanto!» (máximo de 25 participantes) terá lugar a 9 de setembro, a partir das 21h00, na sede do Parque Natural da Ria Formosa. Far-se-á uma viagem ao tempo de Crisanto, um escravo, oriundo da Grécia e que habitou o território que hoje conhecemos pelo nome de Quinta de Marim.

Será possível conhecer os seus costumes e a sua história através de um percurso acompanhado pelo Parque Natural da Ria Formosa. A Família, a Mulher, as villae, o Comércio e a Morte serão os temas abordados nesta visita temática noturna.

Um Passeio no Caíque Bom Sucesso, a 10 de Setembro, às 09h30, é a proposta para começar este dia em beleza. A ‘viagem’ tem como principal objetivo proporcionar aos participantes uma abordagem histórico-cultural da Ria Formosa, perspetivando-a como elemento fundamental para o entendimento da evolução do território de Olhão.
O ponto de encontro será no Museu da Cidade de Olhão, mediante inscrição prévia. A organização recomenda a utilização de vestuário e calçado cómodo, assim como levar água e merenda.

À noite é tempo de teatro ao ar livre. A partir das 22h00, no espaço entre os Mercados Municipais, a peça “Mê menine, e o tê pai?”, promete voltar a fazer sucesso. Com interpretações de João Evaristo e Joaquim Parra, prevê-se um serão inesquecível com muitas
gargalhadas!

No último dia dos Recortes de Olhão, 11 de setembro, às 10h00 realiza-se uma visita guiada a Moncarapacho, com o intuito de dar a conhecer o património desta vila. No percurso serão abordados aspectos relacionados com a história e a arquitetura desta típica vila do concelho de Olhão (o número máximo de participantes é de 20).

O ponto de encontro é o Museu da Cidade de Olhão.

À tarde, a partir das 15h00, continuamos em Moncarapacho para participar no Chá Dançante, evento organizado todos os domingos pela Casa do Povo de Moncarapacho.

 Todas as iniciativas organizadas pelo e no Museu da Cidade (com limite máximo de participantes) implicam inscrição prévia através do telefone 289 700 103 ou e-mail museu@cm-olhao.pt.
A organização informa que se reserva o direito de anular a realização das atividades caso se verifiquem condições climatéricas adversas.

Comentários

pub
pub