Reparação do quebra-mar de VRSA concluída até final do ano

Obra já foi adjudicada e pretende reparar danos das tempestades dos últimos invernos

A obra de reparação do quebra-mar de Vila Real de Santo António deverá estar concluída até final do ano. A Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) já adjudicou a obra, que deverá custar cerca de meio milhão de euros.

Com esta intervenção, pretende-se «reforçar a estrutura anteriormente existente, ao nível da camada de proteção exterior da cabeça do quebra-mar, bem como a estrutura do farolim aí instalado, repondo as condições de segurança para a navegação e a estabilidade estrutural do molhe de proteção», segundo o Ministério do Mar.

Desta forma, serão reparados «os danos causados pelas tempestades dos últimos invernos, de características mais gravosas do que é habitual, que originaram roturas sucessivas na cabeça da estrutura».

«A empreitada tem um prazo de execução de 3,5 meses, com início imediato após a consignação da mesma, prevendo-se a sua execução até ao final do presente ano», concluiu a tutela.

Comentários

pub
pub