Psicologia volta a ser o curso com média de entrada mais alta na Universidade do Algarve

Curso de Biologia foi o que obteve a nota de entrada mais baixa

Psicologia, com a nota mínima de entrada de 137,9, voltou este ano a ser a licenciatura com a média mais alta de entrada na Universidade do Algarve, de acordo com os resultados da 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA), revelados este domingo pela Direção Geral do Ensino Superior.

Este foi também o curso a exigir média mais alta no âmbito da oferta da Faculdade de Ciências Humanas e Sociais.

Das restantes faculdades e escolas, segue-se a licenciatura em Educação Básica (135,8), da Escola Superior de Educação e Comunicação. No entanto, este curso ocupou apenas 8 das 24 vagas disponíveis.

Na Faculdade de Ciências e Tecnologia, Gestão Marinha e Costeira foi o curso com a média mais alta, com 127,0.

Já na Escola Superior de Saúde, que, neste novo ano letivo de  2018/2019, vai passar a funcionar no Campus de Gambelas, Enfermagem (129,0) foi o curso em que o último colocado obteve a melhor classificação.

Na Faculdade de Economia, a média mais alta de entrada foi a de Gestão de Empresas (126,8).

Na Escola Superior de Gestão Hoteleira e Turismo, a licenciatura a exigir nota mais elevada foi a de Turismo, quer no Campus da Penha (125,2), quer em Portimão (116,8), já no Instituto Superior de Engenharia, a licenciatura de Engenharia Mecânica teve nota mínima de 121,2.

O cursos com nota mais baixa para entrada de novos alunos na Universidade do Algarve foi, este ano, o de Biologia, com 100,2.

Segundo os resultados revelados, no domingo, pela Direção Geral do Ensino Superior, ao todo, 15 cursos esgotaram as vagas nesta primeira fase na academia algarvia: Ciências Biomédicas, Psicologia, Ciências da Educação e da Formação, Línguas e Comunicação, Ciências Farmacêuticas, Sociologia, Imagem Animada, Ciências da Comunicação, Educação Social, Desporto, Gestão, Gestão Hoteleira, Marketing, Turismo (no Campus da Penha, em Faro, e também no Campus de Portimão) e Enfermagem.

Em sentido inverso, os cursos de Ortoprotesia e Agronomia ocuparam apenas uma vaga nesta primeira fase e Engenharia Civil ocupou duas. O curso que ficou com mais vagas por ocupar (22), apesar de ter ocupado seis, foi o de Gestão Marinha e Costeira.

Comentários

pub
pub