Faro com mais 16 assistentes operacionais nas escolas no arranque do ano letivo

As escolas de Faro começam o ano letivo com mais 16 assistentes operacionais. Além de um reforço do pessoal, a […]

As escolas de Faro começam o ano letivo com mais 16 assistentes operacionais. Além de um reforço do pessoal, a Câmara apostou na requalificação das Escolas Básicas de Marchil e do Areal Gordo e aumentou a oferta de salas de pré-escolar, com a abertura de uma nova sala em Estoi.

Estas são algumas das novidades do arranque do ano letivo na capital algarvia, que acontece na segunda-feira dia 17. A cerimónia oficial de arranque do ano acontece dia 20 de Setembro, na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve, e incluiu uma receção ao professor e a entrega de prémios de mérito aos alunos.

Os 16 novos funcionários juntam-se aos 45 assistentes e aos 7 animadores recrutados no ano anterior, para reforço da rede escolar, e pretende responder «a um problema de falta de recursos humanos que a comunidade escolar há muito vinha sentindo e que se tornara premente resolver».

No que toca ao alargamento e melhoria da rede escolar, as intervenção nas escolas de Marchil e do Areal Gordo, a primeira das quais já concluída, representam um investimento na ordem dos 175 mil euros.

«Complementares a tudo isto, os apoios sociais serão este ano novamente alargados, para chegarem a mais famílias que deles verdadeiramente precisam. Deste modo, os alunos de agregados familiares do escalão 4 da Segurança Social passam a integrar o Escalão B de apoio social escolar, juntando-se aos do escalão 3, incorporados em 2011, também por opção da autarquia, e a todos os outros que já compõem o Escalão A. Para além disto, mantém-se o programa de atribuição de bolsas de estudo para o ensino secundário e universitário, o funcionamento da componente de apoio à família com prolongamento de horário nos jardins-de-infância, assegurando atividades para além da componente letiva a mais de 300 crianças que delas necessitam e, ainda, a operacionalização diária de 14 refeitórios e do serviço de refeições pré-confecionadas em três escolas», anunciou a Câmara de Faro.

A autarquia irá, igualmente, assegurar o transporte a todos os alunos do concelho, pondo dois mini autocarros ao dispor dos alunos que vivem em zonas que não são servidas pela rede de transportes públicos. «Entretanto, está prestes a entrar em funcionamento uma outra viatura, também adquirida pelo Município, para transporte de crianças portadoras de deficiência e com mobilidade reduzida», concluiu a autarquia.

Comentários

pub
pub