Incerteza levou a desistências na comitiva algarvia dos Nacionais de Desporto Escolar

A participação de alunos de escolas do Algarve nos Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados, em Braga, chegou a ser cancelada, […]

Foram menos alunos do que o esperado, mas não isso não quebrou o entusiasmo – Foto: Ana Filipa Antunes

A participação de alunos de escolas do Algarve nos Campeonatos Nacionais Escolares de Iniciados, em Braga, chegou a ser cancelada, devido à falta de verba, mas diligências de última hora permitiram arranjar os meios para levar os jovens desportistas ao Norte do país. Ainda assim, foram muitos os alunos que acabaram por desistir de participar na competição, devido à incerteza que se gerou horas antes da partida, que teve de ser adiada.

O Sul Informação falou com uma das professoras que vai acompanhar alunos ao Norte do país. Ana Filipa Antunes segue, neste momento, a bordo de um autocarro originalmente fretado pela Câmara de Faro, mas que não será pago por esta entidade, já que a Delegação Regional de Educação diz que irá assumir os custos.

A bordo, o estado de espírito dos alunos é o melhor, apesar da desilusão que sentiram quando lhes foi dito que, afinal, não poderiam disputar o Nacional, situação entretanto desbloqueada. «Os alunos estão muito entusiasmados, como é natural. Os pais é que estão descontentes», disse Ana Filipa Antunes.

Isto levou a que muitos alunos tenham acabado por desistir de participar. «Alguns pais estão apreensivos, depois da situação que se gerou. Na minha equipa, desistiram três dos 13 elementos», revelou a professora de Atividades Rítmicas e Expressivas da Escola Secundária Tomás Cabreira, de Faro.

No autocarro que partiu da capital algarvia cerca das 12h30 seguiam 16 alunos, quando havia 31 atletas de Faro apurados para os Nacionais. Mesmo tendo em conta que duas alunas irão ter a Braga, ficaram em casa quase metade dos participantes previstos. O autocarro ainda passou em Olhão e em Tavira, para recolher mais elementos da comitiva algarvia, e em ambos os casos apanhou menos pessoas do que o previsto.

Em Tavira, sabe o Sul Informação, houve uma escola que desistiu de participar, além de outros alunos que terão optado por não seguir viagem.

«É um rombo considerável na nossa participação. Como vamos partir tarde, chegaremos lá já de madrugada, pois são muitas horas de caminho. Depois ainda temos de nos instalar e acomodar. Penso que só lá para as 3 ou 4 horas é que vamos conseguir deitar-nos. E às 8h00 de amanhã [sexta-feira] temos de estar a pé para o pequeno-almoço…», ilustrou a Ana Filipa Antunes.

Como o Sul Informação avançou, as escolas e pais dos alunos que iam partir esta quinta-feira do Algarve para Braga, onde decorrerão os Nacionais de Desporto Escolar de 2018, foram avisados esta quarta-feira, dia 27 de Junho, cerca das 21h00, de que a viagem tinha sido cancelada, por falta de verba. Isto quando a partida para o Norte estava agendada para as 9h00 de hoje, quinta-feira.

A situação deixou os alunos em causa devastados e causou uma onda de indignação, não só entre os pais e encarregados de educação, mas também entre as comunidades escolares e outros setores da sociedade.

A ordem terá sido emanada da Direção-Geral de Estabelecimentos Escolares, mas foi emendada já durante a manhã desta quinta-feira. Isso motivou, ainda assim, atrasos consideráveis na hora de saída dos atletas.

Antes desta decisão ser tomada, a Câmara de Faro contratou um autocarro à empresa EVA, para garantir que, pelo menos, os alunos do concelho estivessem presentes naquela que o presidente da autarquia farense Rogério Bacalhau descreveu como «a gala final do desporto escolar».

Comentários

pub
pub