pub
Imprimir

Denúncias de «caos» no Aeroporto de Faro feitas por irlandeses”invadem” redes sociais

Caos no controlo de passaportes no Aeroporto de Faro_Foto Brenda Donohoe

Turistas irlandeses denunciaram nas redes sociais o «caos» que foi vivido na zona de controlo de passaportes do Aeroporto de Faro, no domingo, dia 6 de Maio. Vários órgãos de comunicação social da Irlanda já noticiaram a situação, que afetou centenas de turistas.

Os problemas que se viveram no domingo começaram por ser relatados pelo jornal irlandês Independent, a partir de fotos e vídeos publicados em redes sociais, que mostram turistas apinhados no espaço que dá acesso ao controlo de passaportes.

Nos comentários das imagens, foram feitos relatos de uma total desorganização, com pessoas a passar barreiras de segurança e a atropelar-se umas às outras.

Os turistas também se mostraram indignados com a alegada falta de climatização, que levou a que a temperatura naquele local estivesse muito alta, e por haver grávidas e idosos a passar mal, sem que houvesse informação ou apoio de funcionários da infraestrutura aeroportuária.

Uma das turistas afetadas foi a apresentadora de rádio e televisão Brenda Donohoe, que descreveu a situação vivida ao Independent. «Não havia organização, estávamos todos uns em cima dos outros. Demorei cerca de uma hora só para descer as escadas», disse.

A apresentadora captou um vídeo que permite perceber a confusão que se gerou no acesso à zona de controlo de passaportes:

«Havia uma mulher ao meu lado que estava grávida de sete meses e uma senhora bastante idosa que estava com uma forte enxaqueca, devido ao calor. Foi muito perigoso e podia ter conduzido a uma situação volátil. Fiquei surpresa com o controlo que a multidão demonstrou. Não havia segurança, nem ar condicionado, nem explicações. Apenas uma pessoa a verificar passaportes», acrescentou Brenda Donohoe, nas declarações que fez ao jornal irlandês.

A dificuldade de resposta, nomeadamente no controlo de passageiros nos aeroportos, foi uma das razões que levou os funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) a cumprir uma greve de três dias, no final de Abril.

O Sul Informação já pediu esclarecimentos sobre esta situação à ANA Aeroportos, mas até agora ainda não recebeu resposta.

Comentários

pub