Contas de São Brás de Alportel foram aprovadas com saldo positivo de 1,8 milhões de euros

O relatório de contas de 2017 da Câmara de São Brás de Alportel foi aprovado pela Assembleia Municipal no passado […]

Foto: Fabiana Saboya|Sul Informação

O relatório de contas de 2017 da Câmara de São Brás de Alportel foi aprovado pela Assembleia Municipal no passado dia 27 de Abril. O Município garantiu a transição de um saldo de cerca de 1,8 milhões de euros para 2018 o que, segundo a autarquia, «atesta o exercício eficaz de execução orçamental».

A Câmara de São Brás realça ainda que o montante que transita para o ano seguinte é «superior aos anos anteriores» e é «reflexo de uma rigorosa gestão de recursos».

Para Vítor Guerreiro, presidente da Câmara, este «é o resultado de um trabalho de muito rigor e exigência partilhado pelo executivo, técnicos e toda a equipa municipal, que não se poupa a esforços para rentabilizar oportunidades e multiplicar recursos».

O Relatório de Prestação de Contas de 2017 foi aprovado: por maioria, com a abstenção do vereador Bruno Costa, eleito pela coligação “São Brás Primeiro”, na reunião de câmara realizada a 3 de Abril.

Já na Assembleia Municipal, foi aprovado igualmente por maioria, com votos a favor da bancada do PS, abstenção das bancadas do PSD e da CDU e com o voto contra do elemento do CDS.

Em 2017, o Município de São Brás de Alportel teve um orçamento de perto de 13,8 milhões de euros que permitiu, segundo a Câmara, «investimentos estruturantes em diversas áreas».

A autarquia realça a educação, «com importantes intervenções na manutenção do Parque Escolar, como foi exemplo a requalificação da cozinha da Escola EB 2,3», a qualidade ambiental, «com a concretização de um projeto global de colocação de ecopontos enterrados, ampliação de oleões e aquisição de diversos equipamentos para o reforço da limpeza urbana» e as obras de ampliação e conservação das redes de saneamento e abastecimento de água em vários pontos do concelho.

Na área «prioritária» da Proteção Civil, em 2017, a autarquia são-brasense realça a concretização de «importantes investimentos, entre os quais a aquisição de uma viatura para a Equipa de Sapadores Florestais, e de um conjunto de equipamentos para o Serviço Municipal de Proteção Civil, bem como a 1.ª fase da implementação do Campo de Treinos para Bombeiros, e o programa de ação de prevenção de incêndios que integrou a renovação do protocolo com o Exército Português, a realização de diversos trabalhos na área da silvicultura preventiva e na melhoria de acessos».

A autarquia lembra ainda que 2017 foi «o ano de concretização de uma nova fase do Parque Desportivo e de Lazer que conta agora com o Complexo de Campos de Petanca, da instalação da réplica artística do hidroavião “Santa Cruz”, e de importantes investimentos ao nível da renovação urbana, de que é exemplo o Parque das Amendoeiras e a Requalificação do Largo de S. Sebastião, 1.ª fase de um projeto que tem continuidade, com a requalificação da Rua Gago Coutinho, neste momento em curso, e posteriormente com a Requalificação da Av. da Liberdade, integrado no Plano de Ação de Regeneração Urbana».

A aposta na valorização do centro histórico «contou ainda em 2017, com investimentos noutros projetos estruturantes como a criação do Espaço Memória, que será inaugurado no próximo dia 1 de Junho», conclui a Câmara.

Comentários

pub
pub