Câmara de Alcoutim aprovou subsídio de 3121 euros para a manutenção da Via Algarviana

A Câmara de Alcoutim aprovou a atribuição de um subsídio à Associação Almargem no valor de 3121 euros, na reunião […]

A Câmara de Alcoutim aprovou a atribuição de um subsídio à Associação Almargem no valor de 3121 euros, na reunião do executivo que teve lugar esta semana.

O município alcoutenejo prepara-se, desta forma, para entrar com a fatia que lhe cabe do financiamento para a manutenção e gestão da Via Algarviana durante o corrente ano, no âmbito de um acordo entre a AMAL e a associação que gere a via pedonal e ciclável que atravessa o interior do Algarve.

Ao todo, são 11 os municípios algarvios que contribuem para este “bolo”, todos aqueles em cujo território a Via Algarviana atravessa, nomeadamente Alcoutim, Aljezur, Castro Marim, Tavira, S. Brás de Alportel, Loulé, Silves, Monchique, Lagos, Portimão e Vila do Bispo. O contributo é igual para todos eles.

Em breve, também o município de Albufeira começará a dar o seu contributo, tendo em conta que passou a ter uma ligação à Via Algarviana.

Para a Câmara de Aloutim, esta via é «uma autêntica “espinha-dorsal” de uma rede de percursos pedestres no Algarve» e «um projeto que estimula o empreendedorismo em áreas de baixa densidade e com graves problemas de despovoamento, como é o caso de Alcoutim».

«Trata-se, portanto, de um instrumento importante para afirmar o Algarve em geral e a Serra Algarvia em particular como um destino de turismo ativo e de natureza, associado ao pedestrianismo, sobretudo na época baixa, e, desse modo, funcionar como mais um meio de combate à sazonalidade», concluiu a autarquia.

Comentários

pub
pub