pub
Imprimir

Portimonense vence Guimarães e põe mais três pontos no “mealheiro” da manutenção [com fotos]

O Portimonense venceu o Vitória de Guimarães por 2-1, em jogo disputado este domingo, no Estádio Municipal de Portimão. A equipa algarvia somou, desta forma, mais três pontos no campeonato da I Liga, que podem ser muito importantes para o objetivo de manutenção no principal escalão do futebol português.

O Portimonense entrou melhor no jogo e tentou, desde o início da partida, chegar à vantagem. O golo acabou por surgir aos 18 minutos, numa boa jogada de Shoya Nakajima, que serviu Wellington, que fintou Douglas e rematou. Denis ainda tentou o corte, em cima da linha, mas a bola acabou por passar, lentamente, por baixo do corpo do defesa vimaranense e entrou na baliza.

A vantagem dos algarvios durou pouco tempo. Aos 22 minutos, Raphinha fez o golo do empate para o Vitória de Guimarães, de penálti.

Ao minuto 30, o guarda-redes vimaranense Douglas tentou roubar a bola a Fabrício, que seguia isolado, mas acertou na perna do avançado do Portimonense. O árbitro não teve dúvidas em mostrar o vermelho direto ao guardião. Fabrício também teve de ser substituído, por se ter lesionado, aparentemente de forma grave.

Em vantagem numérica, os algarvios aumentaram a intensidade no ataque e foram em busca do segundo golo, mas as tentativas esbarravam na boa organização defensiva do vitória.

Quando chegou o intervalo, mantinha-se o 1-1 no marcador, resultado que foi alterado aos 60 minutos, altura em que Pires recolocou o Portimonense em vantagem. O goleador algarvio, que entrou para o lugar de Fabrício, recebeu um passe de Ewerton nas costas de João Afonso e não falhou.

Nesta altura, o Guimarães já tinha sido forçado a esgotar todas as substituições. Além da entrada de novo guarda-redes, José Peseiro, técnico dos minhotos, teve de render Raphinha (ao intervalo) e Celis, ambos por lesão.

A turma de Portimão estava por cima do jogo, por várias razões, e esteve perto do terceiro minutos depois do 2-1, mas a bola bateu no poste.

A partir daí, o Portimonense baixou o ritmo de jogo, mas continuou a procurar, ainda que com menos intensidade, o terceiro golo, com Nakajima como principal maestro. O Guimarães, por outro lado, não conseguia causar perigo junto da baliza de Ricardo Ferreira. O resultado acabou por se manter até final.

Com esta vitória, o Portimonense passou a somar 30 pontos, quando estão jogadas 26 jornadas, e ascende, à condição, à 9ª posição da I Liga.

 

Fotos: Nelson Inácio|Sul Informação

Comentários

pub