Novo hotel de Castro Marim abre dentro de dois anos e custará 2,5 milhões de euros

Quartos espaçosos, uma vista privilegiada sobre o sapal e o Rio Guadiana, atenção aos pormenores e adaptação constante às necessidades […]

Quartos espaçosos, uma vista privilegiada sobre o sapal e o Rio Guadiana, atenção aos pormenores e adaptação constante às necessidades do cliente. O novo hotel que irá nascer na vila de Castro Marim ainda não tem nome, mas já se sabe que será de 4 estrelas, custará cerca de 2,5 milhões de euros e deverá entrar em funcionamento dentro de dois anos.

Este projeto foi um dos que esteve em foco numa Fam Trip, uma visita para jornalistas e agentes turísticos,  organizada pela Região de Turismo do Algarve a Castro Marim, esta quinta-feira, dia 22 de Março. É que, apesar deste ser um concelho onde o turismo está já bem evoluído, nomeadamente no litoral, a sede de concelho ainda não tem qualquer hotel.

Nuno Vasques, que é diretor-geral do Hotel Apolo, em Vila Real de Santo António, pertencente à mesma empresa que se prepara agora para investir em Castro Marim, acompanhou a Fam Trip e levantou o véu sobre o projeto.

Segundo este responsável, a futura unidade hoteleira terá «44 quartos grandes, com uma área de 25 metros quadrados cada», e terá como principal bandeira a «genuinidade de Castro Marim», aproveitando o facto desta vila ter uma história rica e ser envolvida por uma área natural classificada e cheia de riquezas, facilmente acessíveis a pé ou de bicicleta.

Nuno Vasques, diretor hoteleiro

Esta não é apenas uma linha de orientação geral, será mesmo uma estratégia. «Estamos a planear ter uma pequena oficina de bicicletas no hotel, bem como um espaço fechado para as guardar», disse.

Esta abordagem está intimamente ligada ao facto destes promotores conhecerem muito bem Castro Marim, concelho com o qual têm ligações familiares. «A família [proprietária do Hotel Apolo] é de cá e achámos que esta era a altura certa para investir aqui», disse Nuno Vasques.

«Achamos que Castro Marim está num triângulo dourado», onde se pode oferecer aos clientes cultura, natureza, mas também praia, «que fica a cinco minutos».

O diretor-geral do Hotel Apolo realçou, ainda, a importância que tem para o grupo que representa a abertura desta nova unidade hoteleira. «Queremos abrir outra unidade, de proximidade, para podermos ganhar escala», ilustrou.

O futuro hotel vai ser construído num terreno situado no limite nascente da vila de Castro Marim, junto à Reserva Natural do Sapal, uma das sete zonas húmidas classificadas de Portugal. Será na direção do sapal, bem como do rio Guadiana e de Espanha, que estarão orientados todos os quartos.

Este investimento surge na sequência de um concurso público lançado em 2017 pelo município de Castro Marim, que disponibilizou um terreno junto ao atual parque infantil, para construção de um hotel de, pelo menos, 3 estrelas.

Na altura em que foi lançado o concurso, o presidente da Câmara Francisco Amaral realçou que esta vila do Sotavento «tem património histórico e cultural enorme e a Reserva Natural ao lado». «Temos vários projetos de construção de ciclovias para ligar a vila a VRSA, à Reserva Natural, à Praia Verde, a Altura e também a Monte Francisco, onde irá ficar o largo Paco de Lucía, onde homenagearemos o maior guitarrista do mundo. Faz todo o sentido criar aqui uma unidade hoteleira», defendeu.

Estas foram, precisamente, as principais razões que Nuno Vasques apontou para o interesse do seu grupo em investir em Castro Marim. «O que tem sido feito aqui, tem sido bem feito», elogiou o diretor hoteleiro.

Neste momento, e apesar da ideia para o futuro hotel estar bem definida, ainda não há um projeto de arquitetura para mostrar, tendo em conta que está a decorrer a fase de licenciamentos. Falta também escolher um nome para o hotel.

E, quanto a isso, os castro-marinenses terão uma palavra a dizer. «Estamos a pensar lançar um concurso de ideias para o nome da unidade dentro de algum tempo. Para já, é só o hotel de Castro Marim», rematou Nuno Vasques.

 

Fotos: Hugo Rodrigues | Sul Informação

Comentários

pub
pub