pub
Imprimir

Câmara de Faro disponível para desbloquear construção de acesso ao MAR Shopping

A Câmara de Faro poderá vir a desbloquear a construção do acesso entre a rotunda junto à (futura) loja Leroy Merlin e a vertente leste do centro comercial MAR Shopping.

A licença de obras para a construção dos acessos ao MAR Shopping em território do concelho de Faro foi chumbada no anterior mandato, pelos votos contra do PS e da CDU, que tinham maioria de vereadores na Câmara, mas a situação alterou-se com as eleições de 1 de Outubro.

A coligação Faro no Rumo Certo, que apoiou Rogério Bacalhau, conquistou a maioria de vereadores e o presidente da Câmara adiantou em entrevista ao Sul Informação que «é possível, neste momento, resolver o problema. O equipamento [MAR Shopping] está lá e temos que conviver com ele».

O autarca considera que «esta é uma questão que temos que resolver» e lembra que, «na altura, não fomos nós que inviabilizámos a situação».

Atualmente, quem conduz no sentido Faro-Loulé e sai na EN125-4, em direção ao centro comercial, encontra uma rotunda cuja terceira saída está bloqueada.

Esta saída daria acesso à zona leste do centro comercial, mas, devido ao chumbo farense, a estrada não foi ainda construída. Os automobilistas ficam então obrigados a contornar todo o complexo para chegar a esta zona, que dista cerca de 300 metros da rotunda.

A zona leste do MAR Shopping também é utilizada para cargas e descargas de algumas lojas, o que obriga a que camiões tenham de fazer o mesmo percurso mais longo.

Para Rogério Bacalhau, «a questão do MAR Shopping, e da mossa que possa fazer ao comércio local, tem de ser combatida de outra forma, porque já é uma realidade. É nesse sentido que temos vindo a trabalhar, criando condições para que pessoas venham ao concelho de Faro, para que o nosso comércio seja mais forte».

É com este objetivo que foram criadas «medidas como o Baixa Street Fest e outras atividades, que vamos ter agora também no Natal, em parceria com a ACRAL, a AIHSA e o Comércio da Baixa. É por aí que temos de ir», conclui Rogério Bacalhau.

 

Fotos: Pedro Lemos | Sul Informação

Comentários

pub