pub
Imprimir

44 mil pessoas já participaram nos eventos da 2ª edição do “365Algarve” até agora

LUZA – Festival Internacional de Luz

Os eventos da programação da segunda edição do “365Algarve” tiveram, até agora, um total de 43647 espectadores. Esta nova edição arrancou a 1 de Outubro e o Festival LUZA, em Loulé, foi o recordista de visitantes, com 32 mil pessoas. 

Estes números foram revelados esta segunda-feira, 18 de Dezembro, por Desidério Silva, presidente da Região de Turismo do Algarve (RTA), na conferência de imprensa de apresentação de um dos futuros eventos do “365”: o novo circo “Klaxon”, em Monchique. 

Na lista de eventos que tiveram mais espectadores está, em segundo, a Festa de Aniversário de Álvaro de Campos, em Tavira, com 5 mil pessoas, o Festival Verão Azul, em Lagos e Faro (2 mil pessoas), e a Gala do Acordeão, em Faro, com 750 pessoas.

Até agora, o “365Algarve” passou por sete concelhos algarvios. Já o retorno financeiro, que é «medido em função da valorização e da exposição mediática», segundo explicou Desidério Silva, é de cerca de 500 mil euros.

Na primeira edição, entre Outubro de 2016 e Maio deste ano, no total passaram, pelas quase 1050 atividades, 207 mil pessoas, das quais 60% residentes no Algarve e 40% turistas.

Anabela Afonso

Uma das grandes diferenças para este ano é o facto de haver menos atividades: 525, mais apoiadas em eventos-âncora.

Anabela Afonso, a nova comissária do “365Algarve”, encara estes números da segunda edição como sendo «boas notícias».

«Estes projetos demoram tempo a ser implementados no terreno e a ter adesão. É normal que isso seja gradual e tudo indica que vamos no bom sentido», considerou, em declarações ao Sul Informação. 

«O trabalho de mediação é importante. A Dália Paulo, no início, não o conseguiu fazer, mas deve ser explorado esse trabalho entre entidades que estão no programa e outras que não estão, mas podem estar envolvidas», acrescentou.

Desidério Silva também vê com satisfação aqueles números, que resultam, também, do balanço que foi feito da primeira edição.

Na altura, «a avaliação feita foi positiva, embora percebêssemos que a questão da comunicação tinha de ser trabalhada», explicou.

«Estamos em competição com muitos destinos. Sabemos que o sermos competitivos tem a ver a qualidade da oferta e também com a exposição do que é o nosso Algarve», acrescentou o presidente da RTA.

Questionada sobre se há uma meta no número de espectadores a atingir na edição atual, Anabela Afonso disse ao nosso jornal que «o mais importante é perceber que estamos a trabalhar numa perspetiva de crescimento e conquista», em algo que tenha «consistência e futuro».

O “365Algarve” tem como eventos futuro de maior relevo o novo circo “Klaxon”, de 28 de Dezembro a 1 de Janeiro, em Monchique, mais uma edição do “Faro Desvendado”, na sexta-feira, dia 22, e um novo cine-concerto do “Video Lucem”, a 13 de Janeiro, na Igreja de Alcoutim.

José Amarelinho, presidente da Câmara de Aljezur, Rui André, presidente da Câmara de Monchique, Desidério Silva, presidente da RTA, Anabela Afonso, comissária do “365Algarve”, Madalena Victorino e Giacomo Scalisi, programadores do “Lavrar o Mar”

Comentários

pub