pub
Imprimir

Vereador eleito pelo PS em 2013, candidata-se a Vila do Bispo como independente…com apoio do PSD

Entrou na política pela mão do antigo presidente da Câmara Gilberto Viegas (PSD), foi eleito vereador pela lista de Adelino Soares (PS), partido do qual saiu, batendo com a porta em Janeiro, em conjunto com outros destacadas militantes locais, após um longo diferendo com o autarca socialista. Agora é candidato independente à Câmara de Vila do Bispo, mas apoiado pelo PSD.

Trata-se de Afonso Nascimento, cuja candidatura deverá ser apresentada oficialmente ainda esta semana.

Em breves declarações ao Sul Informação, Afonso Nascimento, que se mantém como vereador, embora com o estatuto de independente e sem pelouros atribuídos, levantou um pouco do véu sobre a candidatura do movimento «Juntos pela Mudança», que disse ser integrado «na sua maioria por pessoas que nunca fizeram parte de nenhum partido». Mas o candidato, que se afirma como «independente», não quis revelar nem quem integra as listas, nem o seu programa de candidatura…nem o seu currículo.

Há uma semana, contactado por telefone e por email pelo nosso jornal, Afonso Nascimento pediu para «ter alguma paciência», uma vez que, «seguindo as intenções deste grupo de independentes, os primeiros a ter acesso a essas informações serão os munícipes do concelho de Vila do Bispo».

No dia 21 de Junho, quando anunciou que «o processo de escolha dos candidatos à presidência dos dezasseis municípios algarvios está concluído», o PSD/Algarve fez questão de sublinhar «a elevada participação de cidadãos independentes nas listas aos diversos órgãos autárquicos, em particular em Olhão e Vila do Bispo». «A presença de independentes é muito significativa e emana de movimentos espontâneos da sociedade civil, visando sempre e em primeiro lugar a defesa dos interesses das populações de cada um dos concelhos», salientaram os social-democratas no seu comunicado.

Mas o processo da escolha de Afonso Nascimento para liderar esta candidatura que se afirma como independente e que elegeu como alvo a abater o atual presidente da Câmara, o socialista Adelino Soares, não é vista com bons olhos por alguns setores do PSD local.

Ao que o Sul Informação apurou, depois de inicialmente se terem recusado a candidatar-se pelos social-democratas, devido aos baixos números obtidos num inquérito informal de opinião feito entre a população há alguns meses, há agora dois militantes do PSD que, em protesto pelo apoio do seu partido a Afonso Nascimento, estarão a tentar avançar com uma outra candidatura, também dita independente, à Câmara e à Junta de Freguesia de Vila do Bispo.

Todo este imbróglio, aliás característico da política naquele concelho do Sudoeste algarvio, começou com o mau relacionamento entre o presidente da Câmara Adelino Soares e o presidente da Assembleia Municipal, Nuno Amado, também líder da concelhia do PS local.

Depois de os socialistas de Vila do Bispo terem retirado a confiança política a Adelino Soares, o atual autarca conseguiu levar a sua avante e viu a sua recandidatura confirmada, primeiro a nível regional e depois central, pelo PS.

Isso foi a gota de água num enorme copo de mau estar, que culminou em Janeiro, com a saída de Nuno Amado, Afonso Nascimento e de um grupo de destacados militantes do Partido Socialista, que entregaram mesmo os seus cartões.

Logo nessa altura, Nuno Amado, em comunicado, apelou a «uma união de movimentos independentes e outras forças partidárias, com vista à apresentação de um projeto credível para as próximas eleições autárquicas». O que surgiu, já se sabe, é esta candidatura «Juntos pela Mudança», liderada por Afonso Nascimento e contando com o apoio explícito do PSD.

Entretanto, as outras forças partidárias também já estão a posicionar-se no terreno. A CDU anunciou, em meados de Abril, que a sua candidata será Paula Vilallonga, uma médica a exercer em Sagres e Vila do Bispo.

Quanto ao Bloco de Esquerda, ainda não foi anunciado o seu candidato, mas tudo indica que a lista à Câmara será encabeçada por Sebastião Pernes, guia de natureza e atual líder da bancada dos bloquistas na Assembleia Municipal.

Comentários

pub