pub
Imprimir

Frankie Chavez, Rosemary Baby e Peyoti For President dão música ao Arrifana Sunset Fest

O Arrifana Sunset Fest regressa, este domingo, 30 de Julho, ao Portinho dos Pescadores da Praia da Arrifana, em Aljezur. Frankie Chavez, Rosemary Baby, Napalma e Peyoti for President são os cabeças de cartaz do evento que começa às 19h00.

Desde 2005 que o pequeno porto da Arrifana é o local da festa, associando-se à festa dos pescadores, que acontece no dia anterior, numa junção com a vivência das tradições locais e com diferentes linguagens musicais.

«A festa tem conquistado as pessoas, o palco é pequenino e há uma grande proximidade, a malta sente-se bem e, depois, o porto é um pequeno paraíso», afirma Bruno Rosmaninho, organizador do evento e também membro dos Rosemary Baby, ao Musicália/Sul Informação.

O evento começa com uma WelcomeSunsetParty com o Kid Selecta e, este ano, há duas bandas que vão ter novos álbuns para mostrar ao vivo: “Timeless” de Rosemary Baby está disponível desde Março e Frankie Chavez, que faz parte da família do festival desde o início, lançou “Double or Nothing”, em Maio.

A juntar a isto, Frankie traz outra novidade: «o  Frankie tem um novo elemento na banda, ele já tocou sozinho, com dois, com três e agora estreia mais um elemento. Rosemary tinham de tocar o disco novo, a pedido de muitas famílias!», adianta Bruno Rosmaninho.

O cardápio musical é completado com a estreia de Peyoti for President, liderados por Pietro Dimascio, um inglês de origem italiana, «residente no Algarve, e que já fez aberturas para Manu Chao, numa onda de guitarra e música de festa».

O cenário do Arrifana Sunset Fest

Sediada em Barcelona, a banda é uma fusão de todos os estilos mestiços desde a rumba, o reggae, samba, rap e ska latino com uns toques africanescos, numa mistura criativa e diversificada e com uma mensagem positiva de auto-capacitação interior e de poder para o povo.

O Trio Cadmira+1 faz também a sua estreia neste festival, trazendo as suas versões de soul a “pedir acordes” ao funk, a “beber” do rock’n’roll, a “roçar” no jazz e a “gostar de mandar uns palpites” no dance, «para perder as estribeiras».

Os Napalma regressam à costa Vicentina prometendo mostrar algumas das novas sonoridades da electro-percussão que os caracteriza.

O novo disco “A Big Funky Family” está ainda em fase de produção e mostra a nova identidade musical do grupo que cresceu, devido a novas influências e colaborações, mas manteve sua universalidade e a sua forma de fazer o público dançar. Depois de residirem na África do Sul por 12 anos, o grupo, de origem brasileira, acaba de se mudar para Berlim.

A festa encerra com o portuense João Dinis, que se faz acompanhar de Ângelo B, baixista de Gabriel Pensador e Marcelinho da Lua, que se apresenta em jeito MC, dando a sua voz por cima da música.

Na 13ª edição do Arrifana Sunset Fest mantém-se o mesmo espírito de responsabilidade ambiental, para que o impacto junto da comunidade seja muito positivo.

Uma vez que o evento se realiza numa zona de enorme sensibilidade ambiental, a organização considera fundamental dar continuidade às iniciativas que ali começaram a ser feitas e que vingaram ao longo das diferentes edições.

Assim, para facilitar as deslocações entre Aljezur e Arrifana e diminuir o tráfego na zona de arriba, a organização disponibiliza, gratuitamente, um autocarro de hora a hora entre as 18h00 e as 4h00.

Os bilhetes para o Arrifana Sunset Fest podem ser comprados antecipadamente na Arrifana Sunset Shop e na The Washout em Aljezur, no Cato na Carrapateira, na Jah Shaka, em Lagos, ou à porta do evento. As entradas custam 20 euros.

O Arrifana Sunset Fest integra-se na programação de Verão do concelho de Aljezur.

 

O Musicália/Sul Informação têm bilhetes para oferecer para o festival. Para ganhar um destes bilhetes deve enviar uma mensagem privada no Facebook do Musicália.

 

 

Peyoti for President – We The People (ft. Jeremy Corbyn)

 

A entrevista a Bruno Rosmaninho:

 

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub