pub
Imprimir

Reclamações aumentaram, voos atrasaram-se, mas avaliação das obras no Aeroporto é «positiva»

Hall de chegadas reaberto

As obras no Aeroporto de Faro vão terminar no mês de Julho. Os trabalhos chegaram a provocar atrasos de voos, as reclamações aumentaram, o nível de satisfação dos passageiros diminuiu, mas a ANA Aeroportos faz uma avaliação «bastante positiva» da operação da infraestrutura nos últimos meses.

Alberto Mota Borges admitiu ao Sul Informação que «ter obras desta dimensão num terminal em funcionamento, não é o ambiente ideal de operação», mas que «apesar de lidarmos diariamente com muitas situações não previstas, procurámos responder com eficácia, garantido o bom funcionamento e a qualidade da operação no Aeroporto».

Alberto Mota Borges

No entanto, esta resposta não foi suficiente para evitar «alguns atrasos muito pontuais» em voos. Segundo Alberto Mota Borges, estes atrasos aconteceram devido à «inevitável alteração dos circuitos de passageiros».

A zona de chegadas a funcionar numa tenda, pó, barulho de obra, operadores turísticos instalados no parque de estacionamento… Este foi o cenário com que se depararam muitos dos turistas que chegaram ao Algarve nos últimos meses e isso refletiu-se na avaliação feita ao Aeroporto.

«Houve uma ligeira degradação na satisfação dos passageiros e na perceção da qualidade do serviço, o que é considerado normal no processo desta natureza», admitiu Mota Borges ao nosso jornal.

Segundo o responsável, «a qualidade de serviço no Aeroporto de Faro passou de uma avaliação nos indicadores do ASQ (Airport Service Quality) da ACI Europe (Airports Council International) de 3.96, em 2015 para 3.69, em 2017, sendo estes os últimos dados publicados e relativos ao primeiro trimestre do ano».

Já as reclamações registaram um aumento, passando de 129 no primeiro semestre de 2016, para 178, no mesmo período de 2017.  No entanto, «grande parte delas não diretamente alinhadas com as obras» e, para o responsável, «esta é uma situação expectável e normal dentro da contingência da obra e num quadro de crescimento de tráfego».

Quem chega hoje ao aeroporto, encontra um cenário diferente, para melhor, do que há uma semana. O hall público de chegadas foi reaberto na passada quarta-feira, apesar de ainda existirem «trabalhos pontuais inerentes a esta fase de conclusão». Estes trabalhos são, segundo Mota Borges, «trabalhos de fitout em algumas lojas e devem ocorrer nos próximos meses de Julho e Agosto».

O diretor do Aeroporto de Faro explica que «há várias áreas que foram intervencionadas no decorrer deste plano de desenvolvimento do Aeroporto e que já estão em pleno funcionamento».

No ano passado, o Aeroporto de Faro ultrapassou a barreira dos 7 milhões de passageiros e, em 2017, a expetativa é que «o processamento de passageiros continue em alta», conclui Mota Borges.

Veja as fotos do estado atual do Aeroporto de Faro de Ana Madeira/Sul Informação:

Comentários

pub