pub
Imprimir

O público pediu, os patrocinadores também e o F vai ter três dias em 2017

Em 2017, o Festival F vai ser em dose tripla. O evento que marca o final do Verão na cidade de Faro e no Algarve vai ter, este ano, três dias, entre 31 de Agosto e 2 de Setembro, e vai ser mais acessível.

Paulo Santos, vice-presidente da Câmara de Faro, explicou ao Sul Informação que o aumento do número de dias aconteceu porque «o público pedia-nos, os patrocinadores também pediam, porque é diferente ativar uma marca em dois dias ou em três. Além disso, este ano, vamos ter um patrocinador novo, que nos garante a sustentabilidade necessária para avançar para os três dias».

Esse patrocinador, os Jogos Santa Casa, também vai ajudar a trazer outra novidade ao evento:  «o F vai ter o selo de festival acessível. Todos os palcos serão acessíveis a quem tem mobilidade reduzida. Vamos fazer ajustes nas áreas de visualização de concertos. O novo parceiro vem com essa marca e, ao entrarem no festival, exigem e garantem essa medida. Já era um objetivo nosso, os recintos já eram acessíveis, mas agora vamos dar outras condições a a quem quer assistir aos concertos», acrescenta Paulo Santos.

Estas são as maiores novidades deste ano do Festival F, até porque, segundo o autarca, «a receita é a mesma, vamos continuar a apostar na música portuguesa».

Para o responsável, o festival, está a conseguir um lugar «no panorama nacional dos festivais, que são muitos. Estamos a conseguir agarrar e a marcar o nosso espaço». Paulo Santos considera que o F tem «vários fatores interessantes a promover: o património, o enquadramento histórico da cidade… É um festival diferente e, por isso, somos, pelo segundo ano consecutivo “Escolha do Consumidor”».

Apesar de o F ser um festival em português, segundo Paulo Santos, os estrangeiros não ficam excluídos do evento e, «cada vez mais, procuramos o público espanhol, e não só. Temos muito público estrangeiro e, este ano, vamos querer medi-lo. Apesar de não perceberem as letras das músicas, gostam da sonoridade e gostam do evento. Queremos perceber isso: o que faz um estrangeiro vir cá?».

Paulo Santos acredita que «vêm pelo bom ambiente, pelas acessibilidades, pela diversidade das 12 vertentes que compõem o festival: as artes plásticas, a streetfood, o cinema, o stand-up…».

O objetivo agora é o de «afirmar cada vez mais o F, continuando com a mesma qualidade. O recinto será igual, já não podemos crescer para mais lado nenhum, esgotámos a capacidade, dentro da Cidade Velha».

A dois meses do evento, faltam apenas conhecer os nomes que vão animar a cidade de Faro entre 31 de Agosto e 2 de Setembro, mas já não falta muito e, nos próximos dias, deve haver novidades, até porque, «o cartaz está fechado e estamos apenas a ultimar concertos», conclui Paulo Santos.

Comentários

pub