pub
Imprimir

PJ “caça” 10 toneladas de droga e 6 traficantes em pleno Mediterrâneo

A Polícia Judiciária apreendeu cerca de 10 toneladas de haxixe e deteve seis alegados membros de uma organização criminosa internacional numa operação de combate ao narcotráfico que realizou, em pleno Mar Mediterrâneo, «nos últimos dias». A droga foi encontrada a bordo de uma embarcação de pesca transformada em barco de recreio e trazida para o Apoio Naval de Portimão da Marinha Portuguesa.

A concretização da operação «só foi possível graças ao apoio da Marinha e da Força Aérea, que para o efeito disponibilizaram importantes recursos», salientou a PJ, num comunicado lançado esta quinta-feira, dia 18 de Maio.

Os homens detidos, «dois de nacionalidade portuguesa e quatro de nacionalidade estrangeira», integrarão «uma organização criminosa de dimensão transnacional com fortes apoios em Portugal, que desde há vários anos a esta parte se vinha dedicando ao tráfico de grandes quantidades de droga em vários países».

«O haxixe apreendido, que estava acondicionado em 333 fardos com um peso total aproximado de 10 toneladas, estava, nesta fase, a ser transportado para um país africano da bacia do Mediterrâneo, sendo depois, a partir daí, distribuído por outros países, incluindo vários países europeus», acrescentou a PJ, num comunicado.

A operação resultou de uma investigação de cerca de um ano da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes da Polícia Judiciária, na qual também colaboraram a Europol, o Maritime Analysis and Operations Centre – Narcotics (MAOC-N), com sede em Lisboa, e as autoridades espanholas, francesas, holandesas e gregas.

Os detidos, com idades entre os 20 e os 61 anos de idade, irão ser agora interrogados e presentes a tribunal, para saber quais as medidas de coação a que serão sujeitos. A Polícia Judiciária, em cooperação com as autoridades de outros países, vai dar seguimento à investigação.

Comentários

pub