pub
Imprimir

Municípios querem que Alcoutim seja «vila modelo» no combate à desertificação

Os municípios do Algarve querem que Alcoutim se torne numa «vila modelo» no combate à desertificação. A AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve defende que o Observatório Nacional de Combate à Desertificação seja instalado nesta vila e fez essa proposta ao Governo. A decisão deve ser conhecida até final do ano.

Jorge Botelho, presidente da AMAL, explicou ao Sul Informação que os municípios algarvios consideram que «Alcoutim tem todas as condições a nível de território para que aí seja colocado o Observatório e para que aí sejam testadas medidas de combate à desertificação».

Para o presidente da AMAL, «tudo o que fizermos para combater a desertificação e colocar massa crítica em Alcoutim é fundamental e um observatório sediado nesta vila trará sempre profissionais e know-how».

Jorge Botelho

As autarquias querem que sejam tomadas medidas «que mostrem que Alcoutim faz tudo e que o Algarve faz tudo para que o combate à desertificação seja uma realidade. Alcoutim será uma vila modelo neste aspeto, se aí ficar sediado o Observatório. Tem um território com 400 hectares, com vários problemas de desertificação, mas com várias potencialidades que podem ser exploradas como as florestais, ou cinegéticas. Mas precisa de pessoas», acrescenta Jorge Botelho.

Além disso, a AMAL «está a trabalhar no plano de combate às alterações climáticas e, dentro desse plano, há o plano de combate à desertificação do território e, também por isso, achamos que o Observatório ficava bem instalado nesta zona», acrescenta o responsável.

Em nota enviada às redações, a AMAL explica que o Observatório Nacional para o Combate à Desertificação tem como principal função «monitorizar, definir e implementar estratégias destinadas a travar a desertificação do país» e que «irá funcionar como espaço de estudo e discussão de soluções para este problema que é nacional».

Segundo a associação de municípios, esta valência «promove também as formas de produção tradicionais e típicas de cada localidade, preserva e valoriza espécies autóctones e melhora as condições de vida da população que habita em zonas mais vulneráveis».

A AMAL lembra que «o concelho de Alcoutim tem vindo a desenvolver diversas iniciativas, nomeadamente a criação de uma rede de cooperação e inovação, com o objetivo de estabelecer sinergias entre entidades públicas e privadas».

Uma das parcerias destacadas é aquela que foi estabelecida com a Universidade do Algarve que possibilita aos alunos do mestrado em Gestão Sustentável dos Espaços Rurais o desenvolvimento de teses in loco e sobre estratégias de combate à desertificação.

Comentários

pub