pub
Imprimir

Casa Modesta de Moncarapacho vence prémio internacional de arquitetura

A unidade de Turismo Rural «Casa Modesta», em Quatrim do Sul, Moncarapacho, acaba de ganhar o Prémio do Júri nos prémios internacionais Architizer A+Awards, na categoria de Hotels & Resorts.

O projeto do pequeno hotel rural foi desenvolvido pela PAr Plataforma de ARquitetura, constituída por três jovens arquitetas – Joana Carmo Simões, Susana dos Santos Rodrigues e Vânia Brito Fernandes. Esta última é algarvia e pertence à família que transformou a antiga casa do avô, situada quase à beira da Ria Formosa, na «Casa Modesta».

A organização do prémio internacional informou que este prémio é uma «honra sem paralelo». «Com candidaturas de mais de 100 países, o vosso trabalho representa o melhor da arquitetura mundial», sublinha a Architizer.

Carlos Fernandes, proprietário e gerente da «Casa Modesta», disse ao Sul Informação que «é uma grande honra ter a Casa Modesta como melhor projeto de arquitetura no mundo».

«Estou bastante feliz e certo de que este prémio dará uma maior visibilidade ao projeto e à região e uma maior credibilidade ao exímio trabalho do atelier PAr. Espero que seja uma inspiração para novos e bons projetos portugueses».

A «Casa Modesta» acabou por ser a premiada, depois de ter estado numa shortlist de finalistas com mais quatro hotéis: o Yi She Moutain Inn e o Nashare Hotel, na China, o Pumphouse Point, na Austrália, e o Hilton Amsterdam Airport Schiphol, na Holanda.

A pequena unidade hoteleira já ganhou outros prémios, nomeadamente a categoria “green practices” nos Condé Nast Johansens Awards. Recentemente recebeu também a certificação de Turismo de Natureza pelo ICNF e o selo de Ecolíderes Nível Ouro do Tripadvisor.

Comentários

pub