pub
Imprimir

O Presidente da República gosta do Algarve e não só no Verão

«A sazonalidade numa região com as condições do Algarve não faz sentido». O Presidente da República não tem dúvidas de que a região algarvia tem todas as condições para ser muito procurada durante todo o ano, algo que não acontece porque a ideia de um Algarve da época alta «está muito na cabeça das pessoas».

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que o atenuar da sazonalidade se consegue apostando noutras formas de turismo, como o cultural e de natureza, mostrando-se «feliz por ver que houve hoje aqui jovens a falar sobre essas apostas». E garante saber do que fala, pois conhece bem a região fora da época estival. «A seguir ao 25 de Abril, lecionei numa extensão do curso de direito da Universidade de Lisboa aqui em Faro. Vinha cá várias vezes por mês», contou. «Gosto muito de voltar ao Algarve», assegurou.

O Presidente da República esteve na capital algarvia para encerrar o congresso «pela Excelência da Economia do Algarve», organizado pela associação Algfuturo, na Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (EHTA).

O congresso da Algfuturo falou no turismo, mas também focou o setor produtivo. «O Turismo tem sido um dos motores do crescimento do país. Mas não pode ser o único e isso aplica-se também ao Algarve», avisou Marcelo Rebelo de Sousa.

No seu discurso, o Chefe de Estado falou da economia do País, que, na sua visão, está a pronta a entrar «num novo ciclo: o do crescimento sustentado».

Para isso, defendeu, são fundamentais reflexões como a que foi feita hoje em Faro, sobre estratégias de desenvolvimento para o futuro, neste caso, relativas à região.

No final, Marcelo Rebelo de Sousa repetiu aquela que é já uma imagem de marca sua, pousando para a fotografia com o staff do congresso, em grande parte composto por alunos da EHTA, e distribuiu abraços e beijos.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub