pub
Imprimir

José Inácio confirmado como (re)candidato do PSD à Câmara de Lagoa

O anterior presidente da Câmara de Lagoa, José Inácio Marques Eduardo, foi este fim de semana confirmado pela Comissão Política Distrital do PSD como candidato àquela autarquia, nas eleições de Outubro próximo.

José Inácio foi presidente da Câmara de Lagoa entre 2002 e 2013, quando perdeu a autarquia para o socialista Francisco Martins, atual edil, que também se recandidata agora.

A escolha do anterior presidente da Câmara como cabeça de lista dos social-democratas em Lagoa tinha sido aprovada, por unanimidade, pela assembleia de militantes, o que denota o apoio ao candidato.

Em declarações ao Sul Informação, José Inácio disse que se recandidata porque «o sentimento dos lagoenses perante esta atual Câmara é de desilusão. Parece que tem havido apenas um desejo de desmantelar o que vinha de trás, só por desmantelar, sem que haja um projeto. Houve até obras que estavam em curso quando eles tomaram posse que pararam, só por parar».

O antigo presidente da Câmara acrescentou que o executivo de maioria socialista «podia ter feito muito melhor e não foi capaz, porque a herança era boa».

Um setor em que José Inácio admite que o executivo liderado pelo PS tem trabalhado bem é «nos espetáculos». «Aí têm feito muita coisa. Mas e a Cultura de base? Não basta manter ou aumentar os apoios financeiros, há trabalho a fazer com as instituições locais».

O cabeça de lista do PSD à Câmara de Lagoa, que até estava praticamente retirado da política, ainda não escolheu o resto dos nomes para a lista. «Ainda é cedo, mas já há conversações com muitas pessoas para saber opiniões e qual a sua disponibilidade», revelou ao Sul Informação.

No fim de semana, a Comissão Política Distrital do PSD confirmou também a recandidatura do atual presidente da Câmara Francisco Amaral em Castro Marim.

Neste caso, trata-se de uma decisão que contraria a escolha que a Secção Concelhia do PSD castromarinense tinha feito, já que o seu candidato era José Estevens, anterior presidente da Câmara e atual líder da Concelhia.

Mas acabou por prevalecer a regra que o PSD já tinha definido a nível central e nacional, de apoiar a recandidatura dos presidentes de Câmara em funções, neste caso Francisco Amaral, como o próprio Pedro Passos Coelho disse quando esteve no Algarve.

David Santos, presidente do PSD/Algarve, disse ao Sul Informação que estas duas novas aprovações distritais de candidaturas, que se juntam às anteriores quatro, vão agora ser submetidas à homologação da Comissão Política Nacional do partido, que se reúne a 21 de Fevereiro.

No entanto, acrescentou, tendo em conta que, no próximo dia 18, poderá haver mais novidades no Algarve, a este lote de mais duas candidaturas poderão ainda juntar-se outras.

Neste momento, o PSD tem homologados no Algarve quatro cabeças de lista: as recandidaturas de Carlos Silva e Sousa, em Albufeira, Rogério Bacalhau, em Faro, e Rui André, em Monchique, bem como a nova candidatura de Bruno Sousa Costa, em São Brás de Alportel.

A estas, juntam-se agora as de José Inácio, em Lagoa, e Francisco Amaral, em Castro Marim. Faltam ainda definir as candidaturas em 10 dos 16 concelhos algarvios. Em alguns deles, as negociações estão a ser difíceis.

 

Clique aqui para ver o Mapa interativo sobre os candidatos dos vários partidos nos 16 municípios do Algarve.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
pub