pub
Imprimir

Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) vence 1ª etapa da Volta ao Algarve

Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) foi o vencedor da 1ª etapa da Volta ao Algarve 2017, que se disputou hoje entre Albufeira e Lagos, com passagem em São Brás de Alportel e Rasmalho, na distância de 182,9 quilómetros.

O final da etapa foi disputado ao sprint, tendo o colombiano conseguido sobrepor-se ao alemão André Greipel (Lotto Soudal), que foi 2º, e ao francês Nacer Bouhanni (Cofidis), que chegou em 3º lugar.

O terceiro triunfo da temporada de Fernando Gaviria foi construído com o poderio físico do colombiano e com trabalho coletivo. Já nas últimas centenas de metros, Matteo Trentin, colega de equipa, atacou, destabilizando o trabalho das restantes formações. Com esta movimentação Fernando Gaviria teve apenas de concentrar-se nos rivais mais diretos, disparando para o triunfo, nos derradeiros 100 metros.

Quantos aos ciclistas das equipas algarvias, o melhor da tirada foi Luís Mendonça, do Louletano/Hospital de Loulé/Fibralgarve, que terminou a 1ª etapa no 12º lugar e foi mesmo o melhor corredor português em prova.

No que diz respeito ao Sporting/Tavira, o melhor foi o espanhol Alejandro Marque, em 22º lugar, logo seguido do português da mesma formação algarvia Fábio Silvestre (23º).

A etapa de hoje foi marcada por uma fuga quase no início da tirada, a 2,5 quilómetros da partida. O português João Benta (RP-Boavista) integrou um quarteto que andou fugido bem mais de metade da etapa, e que contava ainda com Christoph Pfingsten (Bora-Hansgrohe), Justin Oien (Caja Rural-Seguros RGA), Brian van Goethem (Roompot-Nederlandse Loterij) e Adam de Vos (Rally Cycling).

Adam de Vos foi o primeiro a passar na única montanha do dia, na Picota, ao quilómetro 22. Garantiu, assim, a posse da Camisola Azul Liberty Seguros, que premeia o melhor trepador. E, ato contínuo, desinteressou-se da fuga, aguardando pelo pelotão.

Na meta volante/sprint do Rasmalho, ao km 153,1, os três primeiros foram, por esta ordem, Christoph Pfingsten, Justin Oien e João Benta. Mas os fugitivos acabaram por ser alcançados pelo pelotão a 26 quilómetros da meta.

Com a vitória nesta 1ª etapa, o colombiano Fernando Gaviria envergará a camisola amarela à partida para a segunda etapa, amanhã, quinta-feira, dia 16, uma tirada de 189,3 quilómetros entre Lagoa e o alto da Fóia, ponto mais alto do Algarve (900 m), onde a meta coincide com contagem de montanha de primeira categoria.

O colombiano tem 1 segundo de vantagem sobre o alemão Christoph Pfingsten (Bora-hansgrohe) e com 4 segundos sobre André Greipel.

O primeiro lugar de Fernando Gaviria assegurou ao colombiano três lideranças. Além da Camisola Amarela Turismo do Algarve, é o dono da Camisola Vermelha Cofidis, dos pontos, e da Camisola Branca Sicasal, da Juventude. A Quick-Step Floors comanda por equipas.

“É a minha terceira vitória do ano, a primeira desta temporada na Europa. É importante começar a ganhar cedo no ano, dá-nos confiança para as próximas corridas. Foi um sprint longo e algo confuso diante de grandes especialistas. Fico feliz por dar mais uma vitória à minha equipa e vestir de amarelo na Volta ao Algarve. O meu próximo objetivo são os Campeonatos Nacionais na Colômbia. Não digo ganhar, mas espero discutir a vitória na quarta etapa da Volta ao Algarve”, afirmou Fernando Gaviria.

“O objetivo da etapa passava por discutir a camisola da montanha e as metas volantes. É a minha segunda corrida do ano, mas as sensações eram boas e a fuga teve sucesso. Depois de ter vestir a camisola, naturalmente que a gostava de a defender por mais um dia, mas será muito difícil, tendo em conta as dificuldades de montanha e o nível dos adversários”, disse Adam de Vos, antecipando o que se passará na jornada seguinte.

Logo nesta 1ª etapa, houve um desistente: Jeroen Meijers (Roompot-Nederlandse Loterij).

O último português a ganhar a etapa com final em Lagos da Volta ao Algarve foi Cândido Barbosa, em 2002. Na vez anterior em que a cidade dos Descobrimentos foi o término de uma jornada da Algarvia, em 2001, o vencedor da tirada foi John Degenkolb (HTC-High Road).

A segunda etapa, a disputar nesta quinta-feira, deverá modificar as classificações. Os ciclistas vão percorrer 189,3 quilómetros, entre Lagoa e o alto da Fóia, em Monchique, com a meta a coincidir com uma contagem de montanha de primeira categoria. Será o primeiro teste à forma dos candidatos, permitindo perceber quais são os corredores com capacidade para discutir a geral.

 

Classificações/Results
1.ª Etapa/1st Stage: Albufeira – Lagos, 182,9 km
1.º Fernando Gaviria (Quick-Step Floors), 4h28m31s (40,869 km/h)
2.º André Greipel (Lotto Soudal), mt
3.º Nacer Bouhanni (Cofidis), mt
4.º Dylan Groenewegen (Team Lotto NL-Jumbo), mt
5.º John Degenkolb (Trek-Segafredo), mt
6.º Baptiste Planckaert (Team Katusha Alpecin), mt
7.º Matteo Trentin (Quick-Step Floors), mt
8.º Andrea Pasqualon (Wanty-Groupe Gobert), mt
9.º Lukasz Wisniowski (Team Sky), mt
10.º Edvald Boasson Hagen (Team Dimension Data), mt

 

Geral/Overall
1.º Fernando Gaviria (Quick-Step Floors), 4h28m21s
2.º Christoph Pfingsten (Bora-hansgrohe), a 1s
3.º André Greipel (Lotto Soudal), a 4s
4.º Nacer Bouhanni (Cofidis), a 6s
5.º João Benta (RP-Boavista), a 8s
6.º Dylan Groenewegen (Team Lotto NL-Jumbo), a 10s
7.º John Degenkolb (Trek-Segafredo), mt
8.º Baptiste Planckaert (Team Katusha Alpecin), mt
9.º Matteo Trentin (Quick-Step Floors), mt
10.º Andrea Pasqualon (Wanty-Groupe Gobert), mt

 

Últimos vencedores de etapa em Lagos
2011 – John Degenkolb (HTC-High Road)
2010 – André Greipel (Team HTC-Columbia)
2009 – Koldo Fernández (Euskaltel-Euskadi)
2008 – Tomas Vaitkus (Astana)
2007 – Alessandro Petacchi (Milram)
2006 – Bernhard Eisel (Française des Jeux)
2005 – Alexei Markov (Milaneza-Maia)
2002 – Cândido Barbosa (Liberty Seguros)

 

Atualizada às 18h03, com o acrescento da performance dos ciclistas das equipas algarvias
Atualizada às 18h26
, com as declarações dos ciclistas

 

Clique aqui para ver mais fotos da Volta ao Algarve 2017.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
pub