pub
Imprimir

Professora da Universidade do Algarve integra Grupo da ONU para avaliar estado do ambiente marinho

Maria_Joao_BebiannoMaria João Bebiano, professora catedrática e diretora do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve (UAlg), vai integrar um grupo de peritos da ONU para avaliar o estado do ambiente marinho no período 2017-2020.

O grupo é composto por 25 elementos, cinco por cada região, que se distribuem da seguinte forma: Europa Ocidental e outros Estados, Europa Oriental, Ásia-Pacífico, América Latina e Caraíbas e Estados Africanos.

Um primeiro ciclo de estudos já foi feito e culminou com um relatório disponível aqui.

Agora, nesta 2ª fase, o objetivo é analisar e identificar lacunas e necessidades em avaliação científica, incluindo os aspetos socioeconómicos e as necessidades de pessoal em determinadas áreas de formação.

Além de Portugal, representado por Maria João Bebiano, dentro dos Estados da Europa Ocidental e outros Estados estão representados peritos do Reino Unido, Grécia, Estados Unidos da América e Austrália.

Prevê-se que o grupo de peritos agregue também elementos das Agências das Nações Unidas, tal como a Comissão Oceanográfica Intergovernamental da Unesco e o Programa das Nações Unidas para o Ambiente (UNEP).

O Grupo de Peritos reunir-se-á periodicamente na Sede das Nações Unidas e terão ainda lugar dois grupos, de cinco workshops cada, nas diferentes regiões geográficas.

 

Quem é Maria João Bebiano?

Maria João A F. Bebianno é licenciada em Engenharia Química – Ramo de Química e Processos (1974) pelo Instituto Superior Técnico. Doutorada em Ecotoxicologia Marinha pela Universidade de Reading (Reino Unido) (1990) e obteve o título de Agregado na Universidade do Algarve (1999).

É Professora Catedrática na Universidade do Algarve exercendo a sua atividade pedagógica na Faculdade de Ciências e Tecnologia, onde tem sido responsável por diversas disciplinas no domínio das Ciências do Mar e Ambiente ao nível da Licenciatura e Mestrado.

Foi diretora do Curso de Engenharia do Ambiente e é atualmente diretora do Curso de Ciências do Mar e do curso de Gestão Marinha e Costeira e do Departamento de Ciências da Terra do Mar e do Ambiente. É ainda membro do Conselho Geral da Universidade do Algarve.

Exerceu vários cargos de gestão universitária, nomeadamente vice-presidente e presidente do Conselho Diretivo da Unidade de Ciências e Tecnologia dos Recursos Aquáticos, membro da Assembleia de Representantes da Unidade de Ciências e Tecnologia dos Recursos Aquáticos e da Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, presidente do Conselho Diretivo da Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente, membro da Assembleia Estatutária da Faculdade de Ciências e Tecnologias e membro do Senado e da Assembleia da Universidade.

Exerceu funções no Instituto Nacional de Investigação das Pescas (atual IPMA) onde foi responsável pela Divisão da Cooperação Técnico-Científica (1980-1983).

Exerceu funções científicas e técnicas no Polígono de Acústica Submarina dos Açores (1974-1976). Foi ainda membro da Comissão Nacional Contra a Poluição do Mar (1976-1983).

A nível internacional integrou a Delegação Portuguesa que negociou a Convenção das Nacões Unidas sobre o Direito do Mar das Nações Unidas(1978-1981). Foi membro da Delegação Portuguesa à Convenção de Oslo e Convenção de Paris (atualmente com a designacão de OSPAR), e de Barcelona, do Conselho Internacional da Exploração do MAR (ICES) (1976-1980) e da Comissão Intergovernamental da UNESCO (COI) (1976-1983, 1996-2008).

Desenvolve investigação no Centro de Ciências do Mar e Ambiente (CIMA) do qual foi recentemente eleita coordenadora. Tem sido responsável por diversos projetos de investigação financiados a nível nacional e pela União Europeia na área de Ecotoxicologia Marinha, da qual foi pioneira em Portugal, com especial ênfase no estudo do impacto de poluentes orgânicos e inorgânicos  e seus efeitos em espécies de contaminação ambiental e pela aplicação da análise proteómica ao efeito de contaminantes ambientais em sistemas biológicos.

Tem orientado sete Pós-Doutorados e alunos de Doutoramento (17 concluídas e 2 em curso, um dos quais em co-orientação). É autora de diversas publicações em Revistas Científicas com referee (182) (h-37) e editora de vários livros e capítulos de livros.

É membro de diversas sociedades científicas e profissionais nacionais e estrangeiras (Sociedade de Geografia de Lisboa, Sociedade Portuguesa de Química, Marine Biological Association of the United Kingdom, SETAC, SECOTOX, SICTA). É atualmente presidente da Associação Portuguesa das Mulheres Cientistas – AMONET, da qual já foi presidente da Assembleia Geral.

Comentários

pub