pub
Imprimir

Beatriz Gago e Guilherme Cavaco são esperanças algarvias para o Campeonato do Mundo de Optimist

CM Vela Optimist Vilamoura (2)Beatriz Gago e Guilherme Cavaco vão representar o Algarve – e Portugal – no Campeonato do Mundo de Optimist que começa no domingo, em Vilamoura, e se prolonga até ao dia 4 de Julho. A prova, que é a maior competição mundial de vela para a classe de iniciação, vai reunir perto de 300 velejadores, com menos de 14 anos, de 60 países, e é esperado um impacto direto na economia de 1,25 milhões de euros.

Os dois jovens velejadores algarvios estão confiantes para uma boa prestação no evento. Beatriz Gago, do Clube Naval de Portimão, revelou ao Sul Informação que, apesar de nunca ter ido a um Campeonato do Mundo e, por isso, «não ter grande noção» do que a espera, quer «aprender mais e divertir-me. Gosto deste campo de regatas e dou-me bem com ele».

CM Vela Optimist Vilamoura (1)A jovem velejadora de 14 anos marca presença no Campeonato do Mundo depois de uma campanha de angariação de fundos para pagar a sua inscrição, mas Beatriz diz que esteve sempre confiante que não ia falhar o evento.

Já Guilherme Cavaco, de 11 anos, do Ginásio Clube Naval de Faro, é o mais jovem dos cinco velejadores que vão representar Portugal na prova e garante que vai «dar o meu melhor e aprender coisas novas. Não conheço a frota, mas vou tentar ficar bem classificado».

Quem já saiu a ganhar com o Campeonato do Mundo de Optimist é o concelho de Loulé. O vice-presidente da Câmara Hugo Nunes explicou ao Sul Informação que o evento é importante por vários fatores: «este campeonato, em primeiro lugar, vem repor o concelho de Loulé e a Marina de Vilamoura no roteiro das grandes provas de vela internacionais. Essa é a primeira grande motivação, a segunda é a dimensão que o evento tem. É um Campeonato do Mundo de Optimist, com miúdos de 14 anos para baixo, que vêm com as suas famílias, os seus treinadores, que têm pessoas que estão em casa a vê-los e permite mostrar ao mundo que, em Vilamoura, no concelho de Loulé e no Algarve, há excelentes condições para a prática de vela, que o equipamento que existe aqui é de topo e que esta região sabe acolher muito bem».

CM Vela Optimist Vilamoura (4)Além da promoção, Hugo Nunes realça «a dimensão desportiva. Não é todos os dias que temos provas desta dimensão a acontecer. É o expoente máximo de uma modalidade que tem algum distanciamento do cidadão normal, mas que, no nosso concelho, com esta proximidade, com este equipamento, tem de ser esbatido. Temos a expetativa de que este evento possa ajudar a conquistar mais praticantes para a vela».

Também o turismo e a restauração deverão sair a ganhar com esta prova que vai levar a Vilamoura muitos milhares de pessoas.

«A organização estima um impacto superior a 1 milhão de euros de forma direta. Estamos a falar de muitos países, com delegações com muitas pessoas. Estamos a entrar na época alta, mas não estamos em plena. Estas pessoas vêm e ajudam a aumentar as taxas da ocupação e aceleram a entrada na época alta. Tenho a certeza que, com muita qualidade no serviço, o investimento que vai ser feito por cada um dos atletas, cada uma das delegações e pelas famílias vai ter compensação na qualidade do serviço e no tempo que aqui vão passar», acrescenta Hugo Nunes.

A cerimónia de abertura do Campeonato do Mundo de Optimist está marcada para este sábado, às 20h00, sendo que a primeira regata está marcada para domingo, às 13h00. A prova será composta por três dias de regatas individuais e dois dias de team racing, ou seja, regatas por equipas.

O Campeonato do Mundo de Optimist é organizado pelo Clube Internacional da Marina de Vilamoura (CIMAV) e conta com o apoio da Associação Portuguesa da Classe Optimist (APCIO), sob a autoridade da International Optimist Dinghy Association (IODA).

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
pub