pub
Imprimir

Melhores equipas de sub 18 disputam final da Taça de Basquetebol em Olhão

Alguns dos mais promissores jovens basquetebolistas nacionais vão estar em Olhão nos dias 4 e 5 de Junho, para disputar a Final da Taça de Sub 18 em basquetebol.

As quatro melhores equipas da prova deste ano, duas do Continente (zonas Norte e Sul), uma dos Açores e outra da Madeira, vão lutar pelo título no pavilhão do Ginásio Clube Olhanense, num evento que, só em atletas, equipas técnicas e elementos da organização, juntará mais de cem pessoas.

Em campo, vão estar as equipas do Clube União Sportiva (AB São Miguel – Açores), Clube Desportivo E. Francisco Franco (AB Madeira), Galitos Futebol Clube (AB Setúbal) e Sport Clube Beira-Mar (AB Aveiro). Os jogos, que ainda serão determinados por sorteio, estão marcados 15h00 e 17h00 de dia 4, um sábado, e para as 9h30 e 11h30 de domingo, dia 5 de Junho.

Além do título em jogo, esta será, igualmente, uma oportunidade para os jovens basquetebolistas se mostrarem, tendo em vista ser chamados a representar Portugal, já que o selecionador nacional estará presente.

A prova foi apresentada oficialmente esta segunda-feira, em Olhão, numa conferência de imprensa que decorreu a bordo do Caíque Bom Sucesso.  Estiveram representados a Associação de Basquetebol do Algarve, a Câmara de Olhão e o Ginásio Clube Olhanense, que organizam o evento.

«O Ginásio tinha, este ano, uma equipa de sub-18 muito competitiva, pelo que decidimos candidatar-nos a acolher esta fase final», disse ao Sul Informação Eduardo Cruz, presidente da Associação de Basquetebol do Algarve.

Apesar de a equipa olhanense não ter conseguido chegar à final, o facto de o clube estar intimamente envolvido na organização do evento «vem premiar o excelente trabalho que vêm fazendo, ao nível da formação».

 

António Pina e Eduardo Cruz

Além dos elementos diretamente relacionados com a competição, é esperado muito público, não só algarvio, mas o que acompanhará as equipas. «Nestes casos, é normal que haja muitos acompanhantes, já que muitos familiares seguem a equipa. Esperamos muita gente vinda do Barreiro e de Aveiro, não tanta das ilhas. No que toca à hotelaria, está tudo esgotado. Nós já só conseguimos lugar para uma das equipas, em Olhão, numa pensão. As outras três tiveram de ir para Faro», revelou Eduardo Cruz.

Mesmo quem não consiga marcar presença, não irá, necessariamente, perder os jogos. A organização do evento vai garantir a transmissão em direto dos jogos, no canal de Youtube da Federação Portuguesa de Basquetebol, disponibilizando ainda as estatísticas online.

Para a Câmara de Olhão, cujo envolvimento, na visão de Eduardo Cruz, foi determinante para a escolha do concelho para acolher a final, esta é mais uma forma de promover o desporto no concelho.

«Somos já conhecidos a nível nacional por causa do Olhanense, pela Ana Cabecinha, no atletismo, mas também pelo Ginásio Clube Olhanense, no basquetebol, que, apesar de não ter uma equipa de seniores na 1ª divisão, tem uma forte tradição na formação de atletas, ao longo de décadas», ilustrou o presidente da Câmara de Olhão António Pina.

O edil olhanense tem uma forte relação com esta modalidade, à qual esteve ligado como jogador e como juiz. Assim, confessa que acolher um evento de basquetebol desta importância no seu concelho tem «um sabor especial».

«Mas, naturalmente, vemos todas as modalidades  da mesma forma. Estamos sempre disponíveis para acolher momentos importantes nas diferentes modalidades com tradição em Olhão, seja o futebol, o atletismo, o basquetebol ou o karaté», assegurou.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub