pub
Imprimir

Equipamento eletrónico avariado ganha nova vida em Lagos

eletronicoSe tem em casa um secador, uma torradeira, um computador ou outro tipo de equipamento eletrónico avariado, uma ida a Lagos, este sábado, pode transformar o velho em novo. Isto porque o espaço Cowork Lagos, na antiga escola Gil Eanes, vai receber, este sábado, o primeiro evento comunitário de reparações, em Portugal, a partir das 15h00.

Esta que é a primeira Restart Party de Portugal é promovida por membros do Colab, em Lagos, «cansados da cultura do “deita fora e compra novo”».

Nesta Restart Party, estarão voluntários que vão ajudar qualquer pessoa a reparar equipamentos eletrónicos avariados, de forma a reduzir o desperdício. O evento é gratuito e aberto a todos.

Segundo Pedro Semeano, anfitrião da Restart Party e engenheiro eletrónico de formação, «hoje em dia é mais barato comprar um novo do que mandar reparar o que já temos. Eu sempre arranjei os meus equipamentos, não só porque desde miúdo tinha curiosidade em saber como funcionavam, mas também porque é muito mais divertido!».

A Restart Party é uma iniciativa da The Restart Project, uma organização sem fins lucrativos londrina, que já organizou mais de 39 eventos deste tipo em pubs, galerias, bibliotecas e espaços comunitários em pouco mais de um ano, e tem disseminado o conceito por todo o Reino Unido, sendo que já se alastrou a Espanha, Itália e agora a Portugal.

«Estou bastante entusiasmado pelo potencial de construir uma comunidade global de reparadores através das Restart Parties de forma a fazer um uso dos gadgets mais sustentável», diz Tony Roberts, curador do The Restart Project e fundador da Computer Aid.

«O Restart Project mexe com preocupações cruciais, tanto para o meio ambiente, para a economia, como o crescente desejo de resistir ao consumismo excessivo», acrescenta.

 

restart party

Este projeto «está a fazer crescer a sua comunidade de eventos de reparação ao ajudar outras pessoas a replicá-lo em qualquer lugar. Em vez de criar franchises, The Restart Project incentiva organizações ou comunidades a organizarem as suas próprias Restart Parties e a juntarem-se à rede».

Este evento será o primeiro em Portugal e é aberto a todas as idades, contando também com a presença de técnicos do Centro de Ciência Viva de Lagos que irão fazer demonstrações de eletrónica para os mais novos.

«Vamos estar neste evento, com uma espécie de banca, onde vamos ter canetas de impressão 3D e material eletrónico que utilizamos nas oficinas maker. O objetivo é apresentar aos miúdos este mundo da eletrónica, colocando-os a interagir com objetos que conhecem do dia-a-dia», revelou Luís Azevedo Rodrigues, diretor do CCV de Lagos ao Sul Informação. 

Segundo a organização da Restart Party, «a ideia é recriar este evento todos os meses, por isso, de forma a manter a iniciativa, donativos serão bem-vindos».

O espaço Cowork Lagos abriu há duas semanas, na antiga escola Gil Eanes, um edifício público que pertence à Câmara de Lagos. É promovido por um grupo de uma dezena de jovens empreendedores locais, nas áreas do design, programação, fotografia, marketing, jornalismo e multimédia. O projeto é dirigido por Catarina Moita.

 

 

 

Comentários

pub
pub

Em foco

Sem conteúdo para mostrar

pub
Logo Lugar ao Sul
pub
pub