pub
Imprimir

Dominados incêndios que lavraram em Odemira e pregaram “susto” a quem os combateu

Helicoptero bombardeiro

Imagem de arquivo

Dois incêndios que lavraram esta quinta-feira numa zona de mato, na Freguesia de São Martinho das Amoreiras, em Odemira, foram dados como dominados ao final do dia de ontem, mas só depois de pregar um susto à tripulação de um dos helicópteros que o combatia.

Segundo revelou a TVI24, um helicóptero que combatia este fogo foi obrigado a aterrar de emergência, depois de o seu cesto ter embatido no chão. O acidente não causou feridos, mas inutilizou o meio aéreo. Ainda segundo o mesmo canal televisivo, uma bombeira teve de receber assistência médica, por inalação de fumos.

O combate a ambas as ocorrências mobilizou mais de três centenas de operacionais, apoiados por 98 veículos e por oito meios aéreos.

O alerta para os fogos foi dado com uma diferença de dez minutos, com a situação mais grave a concentrar-se na localidade de Monte Malhão, onde o incêndio chegou a ter duas frentes. A segunda ocorrência, junto à sede de freguesia, São Martinho das Amoreiras, foi de menor dimensão.

No combate ao incêndio de Monte Malhão, estiveram envolvidos 278 homens, apoiados por 90 veículos e por sete meios aéreos. A ocorrência foi dada como resolvida pela Proteção Civil ao início da noite

Já para São Martinho das Amoreiras, foi destacado um efetivo de 30 homens, apoiados por 8 veículos e um meio aéreo. Aqui, optou-se por deixar um dispositivo no terreno, para fazer a vigilância, já depois de dominado o incêndio.

Comentários

pub
pub

Em foco

pub
pub