pub
Imprimir

Portinado sagra-se campeão nacional mas não sabe se volta à 1ª Divisão Nacional

O Portinado conquistou este domingo o título nacional masculino da 2ª Divisão de Polo Aquático, ao vencer o CNAc por 15-7, na final disputada na piscina Rui Abreu, em Coimbra. 

No entanto, a equipa de Portimão não sabe, ainda, se irá mesmo regressar à 1ª Divisão Nacional, à qual tinha renunciado no início da corrente época de 2013/2014, devido à «falta de garantia de apoios financeiros e de patrocínios».

Como a situação não se terá, entretanto, alterado, o Portinado, apesar de se ter sagrado campeão nacional da 2ª Divisão, não sabe se terá condições para voltar ao escalão principal da modalidade.

Em declarações ao site da Federação Portuguesa de Natação, o treinador Jorge Santos considera que “ainda não há garantias do Portinado subir à Primeira Divisão”. “Não podemos dar um passo maior do que a perna, ainda não sabemos se vamos disputar, na próxima época, a Primeira Divisão”, reforçou.

Segundo o técnico algarvio, “foi difícil por vezes motivar os jogadores ao longo da época para o campeonato da Segunda Divisão, depois do Portinado ter discutido nos últimos anos o título da Primeira Divisão”.

“Muitos dos resultados que obtivemos não espelham a diferença para as outras equipas desta divisão, pois por vezes relaxámos e não jogámos aquilo que podíamos jogar”, revela o responsável técnico que não esquece os anteriores treinadores do Portinado: “Aquilo que construímos no clube deve-se e muito aos anteriores técnicos Evghenii Trobetcoi e Rui Moreira”.

No jogo deste domingo, que decidiu quem seria o campeão nacional, a formação do Mondego inaugurou o marcador, mas os algarvios conseguiram dar a volta ainda no primeiro parcial para 2-1.

O conjunto orientado por Jorge Santos acentuou a diferença e chegou ao intervalo a vencer por 7-2.

Os homens de Coimbra ainda tentaram mudar o rumo dos acontecimentos no terceiro período, com a diferença a fixar-se em 10-6, mas o Portinado, bem mais experiente em jogos desta natureza, não tirou o pé do acelerador no derradeiro parcial, vencendo por 15-7. O algarvio Francisco Borralho, com cinco golos, foi o melhor marcador da final.

Na discussão do terceiro e quarto lugares, o Gondomar derrotou o Coral por 15-11.

 

Ficha de jogo

Portinado-CNAc, 15-7

Parciais: 2-1, 5-1, 3-4, 5-1

Árbitros: José Barradas e Raul Vital

Marcadores: Portinado – Fábio Bota (2), Francisco Borralho (5), Daniel Grácio (4), Cristiano Joaquim (3) e Ricardo Biss (1); CNAc – Hugo Abade (1), José Pereira (1), Filipe Oliveira (1), João Silva (2), Victor Sobetchi (1) e Ricardo Mota (1)

 

Comentários

pub